Dicas de como aprender outro idioma jogando videogame

http://2.bp.blogspot.com/_uITcRHN-ONs/STL0vMpFcxI/AAAAAAAABW4/PcoSNPwso4c/s400/Play+video+Game.JPG
Obs: Essa história não foi feita por mim
Se tem uma coisa que eu sempre gostei, e ainda gosto de fazer, é jogar video-game! Desde pequeno eu já era o maior viciado, acordava super cedo, quando todo mundo estava dormindo só pra jogar no Atari que minha vó me deu. Uns tempos depois eu joguei um pouco de Nintendinho, mas muito pouco. A coisa foi ficar boa mesmo na época do Super Nintendo, quando passamos por jornados intermináveis jogando Super Mario World, Donkey Kong Country, Super Metroid, The Legend of Zelda: A Link To The Past, etc. Infelizmente nesta época os cartuchos que chegavam as nossas mãos eram normalmente piratas [os únicos não-piratas eram os que vinham junto com o video-game, normalmente Super Mario World, e no meu caso foi Super Mario Kart]. Assim jogos de RPG, como Final Fantasy, Dragon Quest, Breath of Fire, Chrono Trigger, etc., eram coisas que nem sabiamos que existiam, e mesmo que existissem, não gravam, ou seja, eram impossíveis de serem jogados. Uma vez achei um locadora que tinha os jogos originais, só que para minha sorte passou alguns dias e a mesma fechou, não sei porque, talvez tenha ido a falência comprando jogos originais enquanto o resto todo comprava só piratão mesmo.
Eu só fui começar a jogar RPGs no Playstation, e de cara com Final Fantasy 7! A partir daí foi uma maravilha, eu descobri o mundo dos RPGs eletrônicos e passei horas e mais horas jogando Final Fantasy, Breath of Fire, Star Ocean, etc, etc, etc… Foi aí que o meu inglês se fez necessário. Para jogar e entender o que se passava, para conseguir entender a história dos jogos e todos os “esquemas secretos” [armas, itens, sistemas de batalha, etc], eu tinha de saber um pouco de inglês. Mesmo assim eu raramente usava um dicionário. Eu simplesmente lia tudo e tentava adivinhar. Eu só apelava para um dicionário quando a situação estava preta e eu não conseguia seguir em frente de jeito nenhum! Isso lembra uma história clássica de minha vida… na realidade nem foi no Playstation, mas sim no Super Nintendo, jogando Addams Family Values. Eu e meu irmão estávamos tão viciados e tão empacados no jogo que, para poder seguir em frente, começamos tudo de novo, mas jogando em francês [tinha francês e inglês para escolher], anotando os diálogos e mostrando para minha avó que sabia um pouco de francês… olhem aí a coisa das línguas entrando em jogo! Creio que se todos os jogos fossem em francês hoje eu saberia muiiito francês! Felizmente o resto dos jogos eram todos em inglês, e isto não passou de um episódio memorável em minha vida…
A questão é que nas infinitas horas que passei jogando video-game eu aprendi muito inglês. E de um modo incrível, mas que podemos relacionar com o que Stephen Krashen chama de aquisição. Eu não estava aprendendo a língua, eu estava adquirindo a língua! Durante muitos dias, meses, anos, eu estive em contado com a língua, sem esforço, sem estudos chatos de gramática, sem professores, sem salas de aula. Ao invés disso, eu estive me divertindo e adquirindo a língua inconscientemente. Os resultados desse tipo de aprendizado são bem diferentes do aprendizado formal… Ao mesmo tempo em que eu sabia palavras difíceis, certas estruturas simples ainda não eram familiares para mim. Eu podia entender muita coisa, mas ainda não sabia conjugar verbos, por exemplo. Lembro de uma colega minha me falando que eu tinha que saber as conjugações… bom, para isso eu digo: “peça para um criança inglesa de 5 ano conjugar o verbo to eat, e ela vai te olhar horrorizada… porém esta mesma criança vai te dizer he eats e nunca he eat…”. Tudo aquilo que eu aprendia era assim, eu sabia como funcionava e principalmente o significado. Porém não havia estudo, eu somente jogava, mais nada. Assim minha aquisição não era assim tão rápida quando pessoas que estudavam… eu queria jogar e não aprender inglês!
Hoje eu creio que caso tivesse estudado, da mesma maneira que muitos estudavam, e continuasse jogando, meu inglês seria bem melhor. Não que considere meu inglês ruim, de fato minha habilidade de reading e listen é boa, somente quando caio na parte de writing e speaking a coisa complica um pouco… mas veja bem: o tanto de vocabulário e contato com a língua que tive muito mais do que todos aqueles meus amigos ricos que faziam cursinho de inglês [eles estavam no cursinho e eu jogando video-game, eu o alienado e eles os estudioso... xD], resultou hoje em um confiança enorme. Eu costumo conversar com um amigo na faculdade, que quando prestamos uma bolsa, um trabalho, algo que tenha uma entrevista em inglês, eu não tenho medo nenhum da competição contra o pessoal do cursinho, pois na hora da entrevista eu me garanto, mesmo sem estruturas perfeitas de cursinho... ok, não vim aqui para falar mal de cursinho.
Uns anos adiante eu me vejo aprendendo outra língua, e uma língua um pouco mais complicadinha: nihongo [japonês]. Muitas vezes tentei jogar RPGs em japonês, mas poucas foram as que eu não desisti… por que? Por que eu estou estudando, aprendendo a língua, e ao fazer isso, quando me deparo com muita coisa que não entendo, deixo logo de lado… veja a diferença dessa atitude para com relação a o que eu fazia com os jogos em inglês. Naquela época, dos jogos em inglês, eu queria jogar, e assim jogava, tentando entender, mas sem que a língua fosse o foco. O foco era o jogo, e creio que isso fazia com que eu adquirisse naturalmente e língua! Agora com japonês, vou jogar pensando na língua, e perco o foco, e perco assim o interesse no principal: o jogo!
No entando, recentemente eu venho estudando usando métodos mais eficientes. RTK (http://mairoblog.blogspot.com/2007/08/remember-kanji.html) , LingQ (http://www.lingq.com/) , AJATT (http://alljapaneseallthetime.com/blog/about/) , SRSs (http://mairoblog.blogspot.com/2007/09/srs-spaced-repetition-system.html) , tudo isso está funcionando bem melhor do que meus estudos tradicionais…
Dei então uma chance para um joguinho simples, mas bem divertido do Game Boy Advance: Mario & Luigi RPG. Os meus últimos três meses de estudos renovados começam então a aparecer. Muitas palavras que normalmente eu não saberia, dessa vez eu sei! Uhuuu… sabe, palavras que não fazem parte da conversação do dia-a-dia. Além disso muitos ideogramas, mesmo sem saber ler, são claros para mim, ou seja, resultados do RTK [e nem cheguei na medade no livro ainda...]. Para que isto se torne ainda mais vantajoso, em vez de simplesmente jogar, estou tentando registrar o jogo e colocar frases deste no meu SRS. Como disse meu amigo Tatau: alimentar o SRS! Como eu faço isso, jogar e alimentar o SRS, é que o que explico agora:
Eu jogo no computador, usando um emulador de Game Boy Advance chamado Visual Boy Advance. Eu tenho um adaptador pra ligar controles de Playstation no computador, aliás tenho, dois [adaptadores], um que comprei no Japão e um que comprei aqui mesmo, pelo mercado livre. Aqui o link do adaptador caso alguém queira comprar: Adaptador de controle de playstation para PC .
Eu comprei e garanto que funciona, hahah…comprei dois para poder jogar jogos para 4 players!
Eu configuro então o controle e num dos botões coloco a função de snapshot/screenshot, normalmente disponível em emuladores. Assim, sempre que dou de cara com algo interessante ou que não sei, tiro um snapshot! Isso resulta em muiiitos snapshots! Eu estou com 5 horas de jogo no Mario & Luigi RPG, e tirei quase mais de 200 snapshots!
Quando eu tenho disposição, o que faço é olhar meus snapshots, estuda-los, procurando palavras, ideogramas, etc., que não sei, e coloco isso no meu SRSs! Antes de escrever este post era isso mesmo que estava fazendo… olhei 60 snapshots e tirei umas 20 e poucas frases, direto para meu SRSs. Aqui alguns exemplos:
http://2.bp.blogspot.com/_H3GCed2mWkA/TFzBiL-XyyI/AAAAAAAAA9A/eR-kYKSbaYg/s1600/00011.bmp
あ、ルイージさんのバッジはお店に行って
自分で買ってください。
"…a, quanto a badge do sr. luigi, por favor vá na loja e compre você mesmo.
"
Nada que eu não saiba aqui, mas é engraçado como tem piadas com o Luigi no jogo. Nessa parte o Mario ganha uma badge, e o Luigi fica sem, tendo que ir comprar na loja.


http://3.bp.blogspot.com/_H3GCed2mWkA/TFzC2S7rlvI/AAAAAAAAA9I/0Qh9BITutt0/s1600/0011.bmp
エクセレントッ!!!
キミは天才かもしれん!
"Excelente!"
"Vocês devem ser um gênios!"

A palavra gênio [
天才 てん・さい] eu já conheci, aprendi vendo Azu Manga Daioh. Mesmo assim coloquei a frase no SRS, pois é uma palavra… interessante.

http://1.bp.blogspot.com/_H3GCed2mWkA/TFzDK7ovYNI/AAAAAAAAA9Q/kPjd_y6DYds/s1600/02121.bmp
特訓を受けますか?
"Quer fazer o treino especial?"

特訓 [とっくん] significa treinamento especial. Foi direto para meu SRS!

É assim que estou tentando fazer, jogando e quando tiver paciência passando as frases para o SRS, de modo que eu tenha noção de quanto estou aprendendo, e também de modo que eu não esqueça o que aprendi no jogo, pois o SRS vai cuidar disso para mim!

Outra dica: Se quiser estudar e jogar ao mesmo tempo basta estar com um dicionário do idioma que quer aprender e depois começar a jogar, mas tentar entender tudo o que conseguir e o que não conseguir use o dicionário que você aprende mais do que ficar lendo ele o dia todo!

Fonte: Link perdido :S

Nenhum comentário: